Expressões Afro-Brasileiras: Palestra Bábálórisá Jomard’Ògún e Bábálórisá Paulo d’Yemonjá

Junho 7, 2011 § Deixe um comentário

No passado mês de Abril, Bàbálórísá Jomar d’Ògún e Bàbálórísá Paulo d’Yemonjá foram convidados pela Organização das “Expressões Afro-Brasileiras” e pela Casa do Brasil em Paris,  para discursar sobre as Expressões Afro-Brasieliras em geral, e mais em particular, sobre o Candomblé.

A Povo de Santo e Asè cobriu o evento, deixando nas suas páginas o registo das declarações proferidas:

“Antes de começar a falar sobre o que me trouxe aqui, ou seja, sobre o motivo pelo qual eu e Pai Paulo de Yemanjá fomos convidados, queria deixar algumas palavras sobre a forma como este evento foi organizado. A cada dia que passa, apercebo-me do porquê de o Candomblé ter chegado até aqui, até aos tempos actuais.  A razão é: as pessoas do Candomblé. Pela forma como
fazem as coisas, pela vontade com que as fazem e pelo amor que lhes dedicam. E o exemplo do que digo é a Aline. Encontrei uma pessoa só, mas com o Orixá.  Queria agradecer-lhe, bem como dar-lhe os parabéns pela  forma  como  tudo  foi  organizado,  assim  como  a todas as pessoas que, nesta manhã, a ajudaram a finalizar a parte estética deste evento. Posto isto, vamos então focar-nos no que nos trouxe até aqui: Coube a mim e ao Pai Paulo d’Yemanjá falar sobre as Expressões Afro-Brasileiras. Sobretudo no que diz respeito ao Candomblé. Como  mote  de  conversa,  coloca-se  a  seguinte questão: Candomblé Porquê? O Candomblé é uma forma espiritual de homenagear e louvar o Grande Deus, que no Candomblé se cha-
ma Olorun, através dos Orixás, divindades que, vindas de África,  chegaram  ao  Brasil  através  do  movimento esclavagista.  O  Candomblé,  é  portanto  uma  forma espiritual,  como  qualquer  outra,  que  permite “ver”  e chegar até Deus, sendo que, difere na forma de o fazer,
quando  comparada  com  outras  religiões.  Muitos  são portanto os caminhos para Deus, sendo que o destino é apenas um.  
O Candomblé tal como o conhecemos hoje, foi transformado e moldado, pela aculturação que os escravos Africanos sofreram no Brasil, escravos esses que tiveram origem no Quénia, Benim, Nigéria e Angola.
Em África, a concepção e o nome do Candomblé era diferente do que conhecemos actualmente, sendo chamado então e naquele local, Culto ao Orixá. Em cada cidade era efectuado o culto ao seu Orixá, sendo que com  a  chegada  dos  escravos  ao  Brasil,  de  forma  a
continuar com esse mesmo culto sem serem “calados” pelos seus donos, encontraram uma forma airosa de contornar a situação e continuar com os seus costumes;  no  fundo,  sofreram  a  aculturação  de  que  falei, e que deu origem ao Candomblé actual. Através dos elementos da Natureza, que representam a energia do Orixá, é portanto possível louvar Olorum. O Candomblé não é contra ninguém; é a favor de todos.  Sempre  que  realizamos  esta  energia,  e  sempre que a cultuamos no seu equilíbrio, quer seja na vivência humana quer seja na vivência ecológica, estamos
a  harmonizar  a  Natureza  com  Deus  e  o  Homem. Tal como dizia Pierre Verger, esta religião chegou aos dias de hoje, porque nunca se impôs a ninguém; ao invés, mostrou-se às pessoas. Segundo  o  meu  ponto  de  vista,  o  Candomblé  é  das religiões mais fantásticas que existem; e vou dizer o porquê: se um determinado Cristão vai à igreja e afirma que acredita, fá-lo apenas e só porque tem fé; se um oriental  acredita  em  Buda,  fá-lo  apenas  e  só  porque medita  e  afirma  que  deste  modo  chega  até  Ele;  nós no Candomblé temos a honra, a graça e a bênção de
ver o Orixá a “baixar” nesta e naquela pessoa. Temos a oportunidade de ver o Orixá a falar através do jogo de búzios, e através do Pai ou Mãe de Santo (Babalorixá ou Yálorixá), saber o que a Entidade pretende para a nossa vida em determinadas situações.”

Para continuar a ler esta reportagem, adquira a Povo de Santo % Asé á venda em todas as bancas de Portugal Continental e Ilhas, bem como na Bahia – Brasil.

Pela internet, compre e faça a sua assinatura em:

http://www.babalorixa-jomar.com/psantoase/index.html

psantoase@gmail.com

http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002159979399&sk=info

www.casadeogunlojaonline.com 

  

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Expressões Afro-Brasileiras: Palestra Bábálórisá Jomard’Ògún e Bábálórisá Paulo d’Yemonjá at Lendas & Cultos Editora.

meta

%d bloggers like this: